Tsuru Centro de Eventos se consolida como referência de espaço de festas em Londrina

A lenda do tsuru, um pássaro sagrado entre os asiáticos e, principalmente, para os japoneses, inspirou a criação do Tsuru Centro de Eventos, em maio de 2018, localizado na zona norte de Londrina. O espaço, ao longo desses quase cinco anos, se consolidou como a maior referência de festas e eventos em toda a região, é versátil e adaptável, comportando todo tipo de evento. Em 2022, com a retomada do setor seguindo todos os protocolos de saúde, o local está com a agenda aberta e com algumas datas ainda livres.


Festas grandes, médias ou pequenas, sejam casamentos, aniversários, eventos corporativos ou formaturas, o espaço de 1,2 mil metros quadrados de área construída pode ser decorado em formato de auditório, com possibilidade de montagem de palcos e plateia. “Temos capacidade para atender 700 convidados sentados em mesas dispostas no salão ou até 1 mil pessoas em auditório”, afirma Renan Loureiro, gestor comercial do Tsuru Centro de Eventos.

Foto: Rafael Araújo

Para as festas que têm buffet, o Tsuru Centro de Eventos está equipado com uma cozinha completa para qualquer empresa especializada poder trabalhar com conforto, segurança e eficácia. “O ambiente é climatizado, tem hall de entrada decorado e lustres de alto padrão, ideal para que se façam eventos empresariais, congressos, casamentos, festas de 15 anos, formaturas, entre outros”, afirma Renan.


Lenda

Associado à saúde, à boa sorte, à felicidade, à longevidade e à fortuna, o tsuru da lenda teria sido salvo por um pescador. Em gratidão, o pássaro se transformou numa mulher e presenteou o pescador com um belo tecido feito de suas penas, sem que ele soubesse. Ganancioso, o pescador vendeu o tecido e pediu mais. Só depois descobriu que o pássaro estava ofertando o tecido feito de seu próprio corpo em gratidão. A partir daí, o pescador cuidou novamente do tsuru e fez dobraduras de origami com o formato do pássaro distribuindo-as para as pessoas. É por isso que, diz a lenda, o tsuru pode viver até mil anos. Então, hoje, as pessoas acreditam que, ao confeccionarem mil tsurus com a técnica do origami, poderão ter um desejo realizado. Pais fazem mil tsurus quando seus filhos nascem ou quando as filhas vão se casar.